Tuesday, March 09, 2010

E-learning: Vantagens e Desvantagens

O e-learning assume um papel cada vez maior no ensino e na formação profissional. A rápida evolução tecnológica, em particular no sector das telecomunicações, colocou o e-learning a assumir um papel de cada vez maior destaque. Actualmente, muitas empresas asseguram a formação dos seus quadros através de sistemas de e-learning e mesmo os vários níveis de ensino oficial, desde o ensino básico ao ensino superior, têm vindo a reconhecer as potencialidades do e-learning e do ensino assistido por computador. No entanto, o uso das tecnologias no ensino e na formação não apresenta apenas vantagens. Existem ainda dificuldades ao nível da implementação e da utilização do e-learning. Assim, podem ser enunciadas as seguintes vantagens e desvantagens do e-learning, quer para as organizações que o disponibilizam quer para os alunos ou formandos que o utilizam:

Vantagens
• Rápida actualização de conteúdos;
• Possibilidade de oferecer conteúdos personalizados a cada aluno;
• Flexibilidade nas formas de acesso a conteúdos evitando deslocações;
• Horários de utilização do sistema adequados a cada aluno;
• O aluno pode definir o seu ritmo de aprendizagem;
• Conteúdos permanentemente disponíveis;
• Aumenta a auto-confiança e o sentido de responsabilidade dos alunos que passam a ser gestores da sua aprendizagem;
• Custos menores quando comparados à formação convencional;
• Vantagens de economia de escala: um maior número de alunos pode aceder aos mesmos conteúdos em simultâneo;
• Permite alargar a oferta de formações;
• Menores custos relativamente à formação presencial.

Desvantagens
• Dificuldades ainda existentes na utilização das tecnologias de informação e comunicação (iliteracia digital);
• Inexistência de interacção presencial entre alunos e entre alunos e professores dificulta a socialização e a criação de vínculos relacionais;
• Maior responsabilidade colocada sobre o aluno que tem de ser mais autónomo e disciplinado na forma como acompanha os conteúdos pode ser uma desvantagem para aqueles que não tenham bons hábitos de estudo;
• A criação de conteúdos é mais demorada e segue critérios diferentes dos exigidos na formação presencial;
• Limitações a nível social e afectivo devido à ausência de interacção presencial e troca directa de experiências entre professor e aluno e entre alunos provocando sensação de isolamento;
• Limitações ainda existentes a nível tecnológico sobretudo no que diz respeito à largura de banda das comunicações;
• Limitações no ensino de matérias que envolvam uma forte componente prática ou laboratorial.

No comments:

Post a Comment